planejamento aposentadoria

7 dicas de como fazer um planejamento para aposentadoria

Falar em aposentadoria parece algo que faz sentido apenas para pessoas mais velhas, sendo um assunto distante da realidade de jovens e adultos, que ainda estão no começo ou meio de suas vidas profissionais. Não se engane, esse pensamento é um equívoco. Quanto antes pensamos a respeito do futuro, mais fácil fica para traçar estratégias, organizá-lo e conseguir desfrutar daquilo que almejamos.

O brasileiro médio vive cada vez mais, como apontam os dados obtidos pelo IBGE, e todo mundo quer poder aproveitar o envelhecimento com saúde e tranquilidade. Mas, para tornar isso possível, é necessário que o planejamento de aposentadoria seja feito com antecedência. Programando desde cedo as necessidades e metas para esse momento, é possível evitar problemas e imprevistos.

Pensando nisso, elaboramos este artigo com as principais dicas para conseguir organizar sua aposentadoria com tranquilidade. Confira!

1. Saiba quanto quer ganhar de aposentadoria

O primeiro passo para conseguir se aposentar com tranquilidade e aproveitar esse momento é estipular, com antecedência, quanto você pretende ganhar durante esse período. Para isso, é importante considerar seu estilo de vida e quanto custa manter esse estilo. Além disso, é válido pensar a respeito de possíveis gastos que se tornam necessários com o longo do tempo, devido ao envelhecimento do corpo.

Calcule, por exemplo, quais as viagens que pretende fazer, quais lazeres quer aproveitar nesse momento, além dos gastos cotidianos que terá. Ao pensar previamente no custo de vida, será mais fácil fazer seu planejamento financeiro para garantir que sua renda durante a aposentadoria supra suas necessidades e desejos. A melhor maneira de organizar suas finanças é estipulando objetivos com clareza.

2. Entenda as regras da Previdência Social

A principal forma de aposentadoria no Brasil é a aposentadoria pública, fornecida pelo Sistema de Previdência Social. De maneira geral, esse é um programa de seguro público, ofertado pelo Estado. Quem contribui mensalmente para a previdência, o segurado, tem acesso a uma série de benefícios, tais como a própria aposentadoria pública, o seguro-desemprego, auxílio-doença, pensão por morte etc. Visto que essa é a maneira mais comum de aposentadoria no país, é importante compreender as regras e Reformas da Previdência para planejar melhor seu futuro.

3. Não dependa apenas do INSS

Contribuir para a previdência social durante sua vida de trabalho é importante para a organização da aposentadoria. Contudo, ficar dependente apenas dessa fonte de renda pode ser bastante perigoso, pois o piso e o teto salarial nesse tipo de investimento público são muito limitados, fazendo com que os valores sejam, muitas vezes, bem abaixo do esperado e desejado.

Não é incomum encontrar pessoas aposentadas pelo INSS, mas que continuam trabalhando para poder complementar sua renda. Para não ficar refém dessa realidade, é importante procurar outras formas de investir seu dinheiro, fornecendo bons rendimentos para seu futuro. Isso não quer dizer que a contribuição para a Previdência Social deva ser deixada de lado, mas que é uma boa estratégia contar com outros tipos de investimento também.

4. Conheça os diversos tipos de investimento

Investir de forma inteligente é a melhor maneira de fazer seu dinheiro render e evitar descontroles financeiros futuros. Quando falamos de planejamento de aposentadoria, estamos pensando em investimentos a longo prazo, ou seja, em que o interesse é ter acesso aos frutos do rendimento depois de bastante tempo. Nesse sentido, existem diversos tipos de serviços e produtos financeiros para você escolher.

O segredo para fazer um bom investimento a longo prazo é compreender qual seu perfil investidor, estudar as diferentes oportunidades e o quanto você deseja correr riscos em troca de rentabilidade. Por exemplo, a bolsa de valores oferece grandes chances de rentabilidade, mas apresenta altos riscos.

Já o Tesouro Direto tem mais segurança em troca de uma menor renda. Por isso, procure estudar as diferentes formas de investimento a longo prazo para poder escolher aquele que mais tem a ver com seu jeito de lidar com as finanças.

5. Invista em educação financeira

A aposentadoria está no futuro, mas a forma como ela será formada e organizada depende de suas ações no presente. Dessa forma, lidar de maneira responsável com suas finanças é indispensável para construir uma aposentadoria segura e que possa fornecer a tranquilidade e qualidade de vida que procura.

Por isso, procure entender sobre educação financeira e a importância dela para sua vida. Assim, você poderá lidar com suas economias de forma segura. Faça o controle de ganhos e gastos, por exemplo, procure evitar compras por impulso e estude a respeito de finanças sempre que possível.

6. Faça aportes regularmente

Você já planejou qual estilo de vida quer levar na aposentadoria, procurou outros investimentos para além do INSS e entendeu como cuidar de sua saúde financeira, agora é hora de tornar um hábito seu cuidado com o futuro. Organize sua contabilidade para que todo mês você consiga fazer o aporte em sua aposentadoria. Mais importante do que ter uma grande quantidade de dinheiro investida de uma vez é ter regularidade em seus investimentos.

Nesse sentido, é válido calcular qual seus gastos e qual a sua renda a fim de criar estratégias para que possa depositar um valor específico em sua aposentadoria todos os meses. Ao tornar os aportes financeiros um hábito, você garante uma boa rentabilidade. Pouco a pouco, uma quantia razoável estará constantemente rendendo, garantindo que no futuro você terá boas condições para curtir a vida que planejou.

7. Considere a previdência privada

A previdência privada é uma das formas mais comuns e seguras para investir em sua aposentadoria. Essa é uma excelente estratégia para não ficar dependente apenas do INSS. Nesse sentido, consulte quais as opções mais adequadas para o seu perfil financeiro. Existem duas principais modalidades de previdência privada, sendo elas:

  • VGBL: o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) é o plano ideal para quem é isento de Imposto de Renda (IR), ou faz a declaração de forma simplificada.
  • PGBL: o Plano Gerador de Benefício Livre, é o plano mais adequado para quem preenche o formulário completo de Imposto de Renda (IR)

É necessário e importante fazer o planejamento de aposentadoria para garantir uma vida tranquila no futuro. Como você pode notar, para conseguir alcançar isso de forma segura, é necessário prestar atenção em alguns detalhes e informações. Além disso, lembre-se que é preciso primeiro poupar para depois gastar. Por tanto, siga nossas dicas para cuidar de sua saúde financeira e poder alcançar o futuro que você almeja!

Gostou de nossas dicas para organizar melhor suas finanças? Para ficar por dentro de mais conteúdos como este, nos siga nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn!

Não perca nenhum post!
Assine nosso blog e receba conteúdos gratuitos diretamente em seu email.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.