isolamento familiar

6 dicas para lidar com o isolamento familiar em período de quarentena

Neste período de pandemia do coronavírus, uma das principais regras é ficar em casa, além de lavar as mãos constantemente com água e sabão. Contudo, o isolamento familiar e social deve envolver algumas diretrizes para que seja suportável a todas as pessoas.

Afinal, é uma mudança drástica na rotina do mundo. Por exemplo, os funcionários de diversas empresas estão trabalhando na modalidade home office. O pouco tempo que havia de convívio entre as pessoas nas famílias agora se transformou em uma interação de 24 horas.

Dessa forma, para haver harmonia, é necessário diálogo e planejamento — principalmente com os idosos, pois podem se sentir abandonados. Conheça agora 6 dicas para lidar com o confinamento na quarentena.

Veja os desafios do isolamento familiar para o idoso

Como os idosos compõem o grupo de risco, devem permanecer em casa e, se precisarem sair, fazer as precauções necessárias. No entanto, convencê-los disso é um grande desafio, visto que têm hábitos enraizados, como fazer caminhada todos os dias, compras, encontrar os amigos, entre outros.

Por isso, a conversa com os anciões deve ser cuidadosa para que eles não tenham a sensação de que estão querendo cercear sua liberdade, mantendo-os dentro de suas residências. Muitos não aceitam essa situação com tranquilidade e discernimento.

Diante disso, é importante demonstrar a gravidade do problema enfrentado pelo mundo e que o Covid-19 ataca de maneira agressiva. Também explique que é uma medida temporária, ou seja, uma alternativa de prevenção para evitar uma internação ou a morte. Contudo, o diálogo deve ser firme, mas carinhoso, para evitar sofrimento e problemas de saúde.

Caso o idoso tenha algum déficit cognitivo, é fundamental tomar medidas mais radicais para que ele não saia de casa. Por exemplo, alguém ir até seu lar para fazer companhia e garantir segurança, ou levá-lo para a casa de algum familiar. Claro que com as devidas precauções para evitar contaminação.

Saiba como ajudar os idosos no dia a dia

O fato de os idosos não poderem sair de casa provoca problemas práticos ao fazer as compras no supermercado e na farmácia, pagar contas etc. Cabe aos familiares se organizar para realizar essas atividades e seguir o protocolo de segurança para que não transmitam o coronavírus.

O indicado é ter o mínimo de contato com as pessoas que compõem grupos de risco, porém, se for preciso entrar em suas casas, deixe o sapato usado na rua do lado de fora, troque de roupa ou coloque um avental grande. Também lave bem as mãos, o rosto e evite se aproximar.

Após as compras, higienize cada produto com um pano limpo e umedecido em álcool gel 70%. Outro detalhe importante tem a ver com os alimentos que serão consumidos. Opte por produtos frescos, incluindo verduras e vegetais que têm mais nutrientes.

Também fique atento à ingestão adequada de água porque os idosos sentem menos sede. Quanto aos medicamentos, verifique a validade dos remédios e das receitas (se forem controlados) para providenciar outras.

Conheça as dicas para lidar com o isolamento familiar

Vamos dividir as dicas em algumas etapas para que você compreenda o passo a passo de como lidar com a quarentena em família.

1. Exerça terapia ocupacional

Aproveite o período de isolamento para realizar tarefas escolares e domésticas, organizar brinquedos, jogar fora documentos antigos que estão guardados, separar roupas para doação, fazer artesanato, dançar, praticar esportes, dentre outras atividades. Isso é relevante para que as pessoas conservem sua mente e corpo ocupados, aumentando o bem-estar.

2. Construa uma rotina

Tente manter a rotina o mais próximo da normalidade para que não tenha um desequilíbrio emocional. Inclua, nessa situação, as tarefas de trabalho ou de escola, a realização de atividades divertidas com jogos e livros, o preparo de novas receitas e a revisão das finanças.

3. Preocupe-se com a saúde mental

Na pandemia, é natural ficarmos em estado de alerta, preocupados e com medo de pegar o Covid-19. Diante desse impacto negativo, procure manter a saúde mental para evitar também doenças psicológicas. Veja como manter esse equilíbrio, a seguir:

  • acolha seus medos e converse com alguém de sua confiança;
  • invista em atitudes que reduzam o nível de estresse agudo (meditação e exercícios de respiração ajudam a manter o pensamento no momento presente);
  • estimule a retomada de experiências e habilidades que você já usou em tempos difíceis;
  • se estiver trabalhando, faça pausas regulares em um local calmo e relaxante;
  • fique no isolamento, mas mantenha ativa a sua rede socioafetiva, de maneira virtual;
  • procure pessoas que possam compartilhar as mesmas dificuldades e que tragam soluções;
  • busque fontes confiáveis de informações relacionadas ao coronavírus, como o site da Organização Mundial da Saúde;
  • reduza o tempo em que passa vendo jornais para que não absorva tantas notícias negativas sobre o assunto.

4. Faça exercícios dentro de casa

Estar ativo fisicamente contribui para o bom humor, por isso, jogue basquete ou futebol no quintal, crie uma pista de obstáculos no corredor da casa, pratique dança e faça alongamentos. Você pode ver as aulas pela internet, visto que há muitos professores de educação física no YouTube.

5. Divida as funções

Dentro de uma família, há sempre um membro que lidera o cuidado com todos. Na casa de um idoso, geralmente, é outro idoso que costuma ficar sobrecarregado com as tarefas.

Sendo assim, facilite a vida deles para evitar um estresse maior. Tome para si algumas atividades de cuidados com eles. Até mesmo nas casas em que não há idosos é aconselhável dividir os afazeres. Com isso, todos ficam ocupados e nenhum se sente mais cansado que os demais.

6. Abrace o ócio

Ficar à toa também é muito gostoso. Logo, aproveite os dias em que não tem vontade de fazer nada para curtir um bom filme, folhear um livro ou ver o pôr do sol. Olhe para fora da janela e aprecie a vizinhança, observe os carros passando na rua e procure ter ideias sobre alguma coisa.

Viu que, mesmo com o isolamento familiar, é possível preencher seu tempo com várias atividades? Por isso, informe essas dicas aos idosos para que não se sintam abandonados, tristes ou revoltados com a situação. A quarentena tem seu lado positivo, já que a humanidade teve de parar e está resgatando o valor do outro ser humano.

Quer mais informações para ocupar seu tempo? Acesse as nossas redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn) e descubra assuntos tão importantes quanto este.

Não perca nenhum post!
Assine nosso blog e receba conteúdos gratuitos diretamente em seu email.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.