coronavírus em idosos

Coronavírus em idosos: como se proteger?

À medida que o número de casos do coronavírus aumenta em diferentes partes do mundo, governos e órgãos de saúde começam a alertar a população sobre a necessidade de tomar medidas para se proteger. Entretanto, há um grupo em que o vírus tem um potencial muito grande de ser letal: as pessoas mais velhas.

Países como a Itália, por exemplo, mostraram ao mundo a potencialidade de alcance do covid-19. Com uma população majoritária de pessoas com mais de 60 anos, o número de infectados já passou de 100 mil. Por isso, é preciso estar atento e investir em medidas de proteção, afinal, o coronavírus em idosos tende a ser uma doença altamente perigosa.

Para explicar quais são as melhores estratégias nessa situação, separamos algumas dicas de como se prevenir. Entenda!

Por que os idosos são os mais vulneráveis ao coronavírus?

De acordo com o estudo do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China, a mortalidade do covid-19 aumenta em indivíduos com maior faixa etária. Portanto, quanto mais velho, mais chances de falecer por conta da infecção. Em termos de números, para aqueles com 70 anos é de 8%, para pessoas com mais de 80 anos as possibilidades são de 15%.  

Mas por que indivíduos com mais de 60 anos compõem um grupo de risco? Entre os motivos está o próprio estado de saúde dos idosos. Muitas pessoas nesse período de vida têm algumas complicações físicas. 

Problemas cardiológicos, diabetes, hipertensão, doenças respiratórias, renais e neurológicas são alguns exemplos. Essas condições acabam tornando os mais velhos vulneráveis, não só a um vírus complexo como o covid-19, mas também a uma simples gripe. 

Como os idosos podem se proteger?

No momento em que a pandemia se torna presente em cada vez mais lugares, é muito importante que todos tomem medidas de prevenção e acompanhem o que a Organização Mundial da Saúde (OMS) e demais órgãos ligados à área estão falando sobre a doença.

Além disso, existem algumas medidas fundamentais para se proteger, em especial aos grupos de risco, como os idosos. São elas:

  • evitar sair de casa: o isolamento social é uma estratégia importante para impedir o contato com o vírus e evitar a contaminação de outras pessoas. Para aqueles que não moram sozinhos, os familiares devem sair apenas em casos de necessidade, como ir a mercados ou farmácias (realizando a higienização do corpo e dos mantimentos assim que voltarem para casa);
  • lavar bem as mãos: é muito importante higienizar as mãos, braços e cotovelos com sabão, além de esfregar bem a região entre os dedos. Em casos de não haver sabonete por perto, nem lugar para lavar as mãos, pode-se utilizar álcool 70% em gel;
  • alimentar-se bem: primeiramente, não estoque alimentos para evitar que eles percam a validade e que acabem as unidades no mercado. Para a nutrição e o fortalecimento da imunidade, o ideal é comer frutas, tubérculos (batata, mandioca, inhame) e procurar manter-se hidratado;
  • não beijar e abraçar: esse é um vírus que, de maneira geral, entra em nosso corpo por meio das vias aéreas, mas o contato com pessoas ou locais infectados pode ser um vetor de contaminação. O ideal é evitar cumprimentos com beijos e apertos de mão;
  • não tocar olhos, nariz e boca com as mãos: caso esteja em lugares públicos, a recomendação é evitar contato com essas partes do corpo, impedindo, assim, que o vírus entre por essas vias;
  • manter os ambientes arejados: lugares muito fechados podem ser responsáveis por armazenar o covid-19. Então, mantenha os espaços da sua casa bem arejados para que o ar circule livremente;
  • higienizar celulares e outros objetos pessoais: alguns aparelhos que são constantemente tocados, como smartphones, precisam ser higienizados periodicamente. Eles também podem acumular o vírus por até 3 dias, por isso, utilize desinfetantes para limpá-los.

Qual é a diferença entre gripe e coronavírus?

Como divulgado, o coronavírus tem algumas semelhanças com a gripe. Não são da mesma família de infecções, porém, fazem parte das doenças respiratórias, tendo muitos dos sintomas em comum. Contudo, a disseminação do coronavírus é bem mais rápida, além de ser mais mortal.

A característica principal do covid-19 é ficar incubado por até 14 dias. Isso significa que o indivíduo não sente os indícios até esse momento, mas pode passar a doença para outras pessoas. Os sintomas parecidos com os da gripe são febre, dores pelo corpo, fadiga e tosse. Contudo, há outros sinais bem diferentes, como falta de ar, dor de barriga e até diarreia.  

Qual é a importância de se vacinar contra a gripe agora?

Apesar de parecidas, a gripe e o coronavírus são doenças totalmente diferentes. Sendo assim, é possível contrair as duas ao mesmo tempo. Caso o paciente tenha ambas, pode apresentar uma infecção cruzada, intensificando os sintomas. O resultado é uma queda do sistema imunológico e o aumento do risco de morte.

Por isso, para os idosos, é muito importante tomar a vacina da gripe. Ela não protegerá contra o coronavírus, mas evitará doenças como H1N1, Influenza B e H3N2, prevenindo o agravamento da situação. É importante que o organismo esteja forte o suficiente para que outra infecção não apareça.

Tomar cuidado também é uma questão de não sobrecarregar o sistema de saúde. Para os grupos de risco, é possível que a gripe se agrave, levando à morte. Com menos pessoas sofrendo por outras doenças, os profissionais (médicos e enfermeiros) podem se concentrar em tratar os casos mais graves da pandemia.

Até aqui, você viu como o coronavírus em idosos é uma doença altamente perigosa e a importância das medidas para proteger esse grupo de risco. Também entendeu por qual motivo eles estão mais propícios a falecer pelo covid-19. Alertamos sobre os motivos para seguir o que a OMS e o Ministério da Saúde alertam sobre o combate a essa pandemia, de modo a proteger os mais velhos e cooperar com as medidas de isolamento social. 

Este texto foi útil para você? Então, não se esqueça de compartilhar com outras pessoas e ajudá-las a se informar sobre o coronavírus!

Não perca nenhum post!
Assine nosso blog e receba conteúdos gratuitos diretamente em seu email.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.