como separar as finanças pessoais da empresa

Descubra por que e como separar as finanças pessoais e da empresa

Ter uma organização financeira correta e adequada nem sempre é algo fácil. Essa situação pode ficar ainda mais difícil quando lidamos com um empreendimento. Principalmente pequenos e microempreendedores sofrem bastante para conseguir separar o que é dinheiro próprio do que é da empresa. Muitas vezes, as despesas pessoais e de trabalho acabam se misturando, o que pode gerar uma série de prejuízos e até mesmo a falência do negócio.

Nesse sentido, ter uma gestão equilibrada e saber separar o que é pessoal do que é empresarial é fundamental para evitar o descontrole e garantir a sua saúde financeira, tanto pessoal quanto do empreendimento, já que ambas estão diretamente relacionadas. Por isso, elaboramos este texto. Acompanhe nossas dicas para compreender como separar as finanças pessoais e da empresa!

Por que separar despesas pessoais das contas da empresa?

Para quem deseja empreender, é indispensável levar em conta a necessidade de separar as contas da empresa das contas pessoais. Por mais que essa informação pareça óbvia, nem sempre quem começa no mundo dos negócios tem ciência sobre ela ou sabe ao certo como fazer com que isso se torne uma realidade, principalmente nos primeiros momentos de empreendimento.

Muitas vezes, por conta da confusão entre finanças pessoais e da empresa, os empreendimentos vão à falência após cinco anos. Como aponta o documento Sobrevivência das Empresas no Brasil, a maior parte do conhecimento que falta aos empreendedores é justamente o de gestão financeira. Para que isso não ocorra com você, separamos algumas dicas de como gerir corretamente suas economias, separando o que é pessoal daquilo que é do empreendimento.

Quais as formas de separar finanças pessoais da empresa?

Existem diversas maneiras para tornar mais seguro e eficiente o controle das finanças pessoais e da empresa. Como você verá a seguir, com hábitos e estratégias simples, é possível evitar uma série de problema e assegurar com muito mais tranquilidade a saúde financeira pessoal e também do negócio. Confira!

Faça uma boa análise

O primeiro passo na organização é reunir informações sobre as entradas e saídas que você possui. Anote e reúna esses dados para compreender totalmente como o dinheiro gira dentro de seu empreendimento e em sua vida pessoal. Em um primeiro momento, você pode reunir os dados de maneira conjunta para, posteriormente, dividi-los em “vida pessoal” e “meu negócio”.

Tenha metas e objetivos

Após perceber como as despesas e receitas funcionam em sua vida pessoal e no empreendimento, é hora de pensar em como você pretende trabalhar esses valores para alcançar seus objetivos. É comum, e até mesmo saudável, ter prioridades financeiras, tanto para nossa vida pessoal como para o empreendimento. Essas metas podem ser bem simples, como atingir determinado número de vendas, adquirir novos equipamentos ou reduzir determinados gastos.

O importante é ter objetivos claros para que você não se perca ao longo do tempo. Por isso, escreva essas metas em blocos ou quadros de anotações para sempre poder lembrar qual caminho quer trilhar. Não se esqueça de sempre acompanhar suas metas para poder perceber se está tomando decisões certas e agindo em direção a elas, se precisa fazer certos ajustes etc.

Separe as contas

Utilizar contas diferentes é uma das principais dicas de como separar as finanças pessoais e da empresa. Se você tiver apenas uma conta, será muito fácil que as despesas e rendimentos sejam misturados. Dessa forma, ficará muito mais complicado analisar a situação financeira. De maneira geral, é fácil fazer essa separação e existem inúmeras entidades financeiras que fornecem esse tipo de serviço.

Crie um salário de dono

Outro ponto importante para conseguir o controle de suas finanças é estipular um salário fixo para você. Leve em conta seu estilo de vida, estabeleça critérios para que o valor não seja nem muito abaixo desse estilo nem muito acima e procure ter frequência na retirada desse valor. Dessa forma, você consegue impedir a inconstância de dinheiro em sua conta pessoal, sem contar que fica mais fácil de perceber se o empreendimento tem avançado ou retroagido em termos de ganhos.

Criando seu próprio salário e sendo fiel a essa prática, o risco de utilizar dinheiro do seu negócio para suas despesas pessoais diminui bastante, principalmente com relação a pequenas extravagâncias que, no longo prazo, podem fazer diferença para o sucesso do negócio. Essa é uma prática saudável tanto para você quanto para sua empresa, pois assim seus gastos pessoais serão contabilizados, facilitando a organização dos custos.

Em caso de sociedade, estabeleça o pró-labore

Essa dica é um complemento da anterior. Caso sua empresa seja feita em sociedade, o ideal é determinar o pró-labore. Ou seja, estipular o rendimento mensal a que cada um dos sócios tem direito. Para fazer isso de maneira correta, é necessário que todos os sócios tenham uma comunicação clara e saibam de que forma contribuem para a sociedade.

Se todos trabalham em funções semelhantes, o ideal é que ganhem a mesma quantia. Contudo, no caso de as responsabilidades serem diferentes, ou até mesmo se uns fornecerem capital enquanto outros mão de obra, é importante estabelecer quais valores cada um deve receber de acordo com suas contribuições. Dessa forma, mais uma renda que seria variável se torna fixa, facilitando o balanço do empreendimento.

Faça um planejamento financeiro

Qual o fluxo de caixa? Como funciona o trabalho com fornecedores? Existe estoque ou não? Quais as datas mais fortes de venda? Essas são perguntas que precisam ser respondidas para evitar erros financeiros. Nesse sentido, o grande segredo para lidar de forma saudável com as finanças de sua empresa é ter o máximo de previsibilidade possível.

Por isso, faça a previsão de suas operações para o ano todo e programe suas finanças para que possam suprir suas necessidades. Leve em conta sempre ter uma reserva de emergência (tanto pessoal quanto empresarial, separadas), para possíveis imprevistos.

Ter sucesso em um empreendimento nem sempre é algo simples. Por isso, é importante saber como separar as finanças pessoais e da empresa. Como você pôde perceber ao longo do artigo, com hábitos e cuidados simples, é possível facilitar bastante a vida financeira de sua empresa e também a pessoal. Portanto, siga nossas dicas, planeje seus investimentos e gastos e, principalmente, acredite que é possível!

Quer saber mais sobre como lidar corretamente com suas finanças para ter sucesso em seus empreendimentos? Então, acesse nosso artigo que explica quando vale a pena fazer um empréstimo. Você vai se surpreender!

Não perca nenhum post!
Assine nosso blog e receba conteúdos gratuitos diretamente em seu email.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.