calcular margem consignável

Entenda como calcular a margem consignável

Quando queremos comparar empréstimos, percebemos que o consignado é uma das opções de crédito mais saudáveis do mercado. Isso porque quem contrata esse tipo de serviço terá o valor abatido diretamente de sua folha salarial, garantindo o pagamento mensal. Além do mais, com relação aos juros da operação, saiba que eles são um dos mais baixos do mercado e o valor emprestado pode ser maior do que a maioria.

Essa é uma excelente opção de empréstimo, isso é certo. Contudo, é importante que a pessoa interessada em contratar esse tipo de serviço tenha atenção a alguns detalhes e, principalmente, entenda como calcular a margem consignável.

Elaboramos um texto explicando como funciona esse modelo de empréstimo, de que maneira fazer o cálculo da margem, quais são os seus efeitos na operação e onde encontrar a melhor opção de crédito para você. Acompanhe!

O que é o empréstimo consignado?

É uma modalidade de crédito diferente do empréstimo pessoal. Nela, o valor das parcelas é descontado automaticamente no contracheque ou benefício de quem contrata. Esse tipo de operação pode ser obtido com bancos ou instituições financeiras e contratado por aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos, trabalhadores das forças armadas e trabalhadores de empresas privadas.

As regras do empréstimo costumam ser diferentes de acordo com a categoria na qual o contratante está enquadrado. O prazo de pagamento, por exemplo, pode variar conforme determinadas idades.

De modo geral, o crédito consignado é fácil de obter até para quem está negativado. Um ponto importante sobre esse modelo de crédito é que o valor das parcelas a serem pagas será calculado de acordo com a margem consignável, que está diretamente relacionada à renda do contratante.

O que é margem consignável?

É a porcentagem da renda mensal que alguém apto a negociar o empréstimo consignado tem. Como o pagamento do crédito é descontado diretamente do contracheque ou benefício do contratante, a legislação prevê uma margem limite para que a renda de quem contrata o serviço não fique totalmente comprometida. O objetivo dessa lei é impedir um grande endividamento.

A margem, portanto, nada mais é que o valor máximo da renda — do servidor público, empregado com carteira assinada, militar, aposentado ou pensionista — que pode ficar comprometido como limite na hora de contratar o crédito.

Quanto maior for o salário em questão, maior será a margem consignável. Contudo, é importante lembrar que nem sempre o cálculo é feito apenas sobre o total da renda, já que outras questões também precisam ser levadas em conta ao calcular a margem consignável.

Como é feito esse cálculo?

Essa operação considera o valor líquido do rendimento do cliente e a porcentagem máxima de comprometimento de renda que as parcelas podem gerar, de acordo com o que é previsto em lei.

Nesse sentido, a legislação prevê que o valor máximo da parcela mensal do empréstimo deve ser de 35% do salário líquido do contratante. De forma simples, o cálculo consiste em extrair esse percentual do valor da renda de quem solicita o serviço.

Por exemplo, caso um servidor ganhe R$ 3,5 mil por mês, terá uma margem consignável de R$ 1.225,00 (35% de 3.500). Ou seja, poderá contratar um empréstimo que, dentro do prazo de pagamento, desconte no máximo esse valor de seu contracheque como parcela do empréstimo consignado. Mas isso só acontecerá se não existir nenhum outro empréstimo vinculado à renda do servidor.

Se quem realizar o empréstimo tiver outros contratos de créditos, a margem consignável deverá ser calculada considerando o valor da parcela desse outro empréstimo. Por exemplo, se o servidor que ganha R$ 3,5 mil já tiver um empréstimo no valor de R$ 500,00, a margem será calculada subtraindo esse valor. Ou seja, R$ 1.225,00 – R$ 500,00. Nesse caso, o valor final cobrado na folha será de R$ 725,00.

Como a margem consignável influencia nos empréstimos?

Saber como calcular a margem consignável é fundamental porque ela influencia diretamente no empréstimo que será contratado. O valor máximo a ser emprestado deve ser compatível com a capacidade de pagamento do contratante ao longo dos meses. Ou seja, a margem faz com que o valor do empréstimo fique diretamente ligado à renda do servidor.

Por isso, caso precise contratar um empréstimo consignado, é importante levar em conta a sua renda e seus gastos para saber se as parcelas cobradas durante o prazo estipulado não serão prejudiciais à sua vida financeira. Considere que, durante o pagamento das parcelas do empréstimo, você terá seu salário reduzido.

Portanto, é essencial descobrir qual será a redução salarial e os seus gastos mensais para evitar maiores endividamentos. Além disso, é sempre bom lembrar que, embora o limite máximo seja de 35% da renda líquida, você não precisa necessariamente contratar o limite. É possível solicitar um empréstimo com valores menores, o que comprometerá menos a sua renda.

Onde contratar um empréstimo consignado?

Como dito, o crédito consignado pode ser contratado com bancos ou instituições financeiras. Nesse sentido, quando precisar do serviço, é importante buscar uma instituição adequada às suas necessidades, que tenha transparência, experiência e renome no setor, além das condições que você procura. Ela também deve fornecer com clareza o cálculo da margem consignável disponível para você.

Quando o assunto é consignado, a VIACERTA tem excelentes soluções, com modelos de crédito específicos para servidores públicos, trabalhadores das forças armadas e aposentados e pensionistas do INSS. Cada um dos planos é pensado de acordo com as necessidades do cliente.

Em todos os casos, a linha de crédito faz o desconto das parcelas direto na folha de pagamento ou benefício do contratante, sem consulta ao SPC/SERASA. Além disso, as tarifas de juros são reduzidas e os prazos para pagamento são longos. É uma excelente solução para quitar dívidas e realizar sonhos.

O empréstimo consignado representa uma ótima opção de crédito. Contudo, é fundamental compreender como calcular a margem consignável para realizar uma operação que esteja de acordo com suas condições financeiras. Também é importantíssimo contratar o serviço de uma instituição de qualidade, como a VIACERTA.

Quer saber mais sobre as nossas condições para crédito consignado e demais opções de crédito? Então, entre em contato! Temos as soluções que você precisa.

Não perca nenhum post!
Assine nosso blog e receba conteúdos gratuitos diretamente em seu email.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

    Bom dia
    Minha dúvida é !!!
    Sou aposentado por tempo de serviço
    Queria saber até quanto a linha de margem poder ser se ultrapassou 9 linha tem direito a margem empréstimo consignado????

      Olá Ivan, tudo bem?
      Você pode esclarecer melhor a sua dúvida entrando em contato pelo número 0800 643 0633 ou se preferir nos chame no WhatsApp (55) 9 96178017, assim conseguimos analisara sua situação e tirar todas as suas dúvidas.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.