aproveitar a aposentadoria

7 dicas para aproveitar a aposentadoria ao máximo

Não é incomum se deparar com a inquietação de trabalhadores que aguardaram ansiosos o momento de se aposentar, mas depois não souberam lidar com o tempo ocioso. Afinal, estar na faixa dos 60 anos ou mais não significa, de maneira alguma, que a pessoa não deva buscar opções para aproveitar a aposentadoria ao máximo.

Ainda que algumas pessoas acreditem que esse é o momento de ficar preso ao sofá e evitar atividades que saiam da rotina, não precisa ser assim. A dança, a música, o teatro e novos esportes são apenas alguns exemplos que podem contemplar o dia a dia dos aposentados e diverti-los imensamente.

Se você está em busca de se reinventar na aposentadoria, saiba que não está sozinho. Confira, neste post, excelentes dicas para começar hoje mesmo!

Como se planejar para a aposentadoria?

A falta de planejamento nessa fase gera uma série de problemas. Eles incluem os psicológicos, muitas vezes causados pelo isolamento e pela falta de movimento. Se planejar para a aposentadoria envolve entender que nunca é tarde para aprender algo novo, o que pode ser feito por meio de cursos, oficinas, seminários e até planos de carreira.

Além disso, dicas simples podem ser aplicadas para que essa fase seja bem aproveitada. Convívios sociais frequentes, movimentação do organismo, superação de novos desafios e autocuidado são apenas alguns exemplos.

O que fazer para aproveitar a aposentadoria ao máximo?

Por mais que não corresponda à realidade de 100% dos aposentados, o aproveitamento da autonomia e da liberdade pode ser voltado para qualquer atividade desejada — desde artes até estudos científicos. Basta que o aposentado escolha sua atividade favorita e se dedique a ela!

Veja algumas dicas do que fazer.

1. Cuide da sua saúde

Uma das melhores atividades que existem, em qualquer idade, é o autocuidado. Manter a saúde em dia por meio de check-ups constantes, se alimentar de forma saudável, tomar água o suficiente, dormir bem, conhecer as necessidades do seu organismo e prezar pelo máximo potencial de funcionamento de sua mente são apenas alguns exemplos de como fazer isso.

2. Faça viagens

Viajar é uma das atividades favoritas de pessoas de todas as idades. Porém, ao chegar na aposentaria, muitas pessoas pensam que estão “velhas demais” para fazê-la — o que não poderia estar mais longe da verdade! Além de existirem viagens planejadas especialmente para pessoas da faixa etária do aposentado, existem condições especiais de pagamento para que o planejamento se concretize.

Afinal, nem sempre é possível custear todos os gastos da aposentadoria com o seu salário e ainda viajar para o exterior, certo? Nessa hora, contar com créditos facilitados e sem complicações pode ser de grande ajuda para levar você a qualquer lugar do mundo que deseja conhecer.

3. Passe mais tempo entre familiares e amigos

Estar cercado daqueles que amamos é fundamental para florescer a sensação de pertencimento dentro de nós. Uma das consequências de doenças psicológicas, como a depressão, é a impressão de não ter valor ou importância para nossos entes queridos — e passar tempo de qualidade com eles pode manter essa perspectiva bem distante, como deve ser.

Faça visitas periódicas a amigos e familiares e peça que eles devolvam a cortesia sempre que puderem. Isso não só manterá o relacionamento vivo e satisfatório, como também fará com que novas experiências surjam.

4. Pratique atividade física

O exercício físico é fundamental em qualquer fase da vida — e não seria diferente para os aposentados. Por mais que haja a impressão de que o tempo para se movimentar já foi cumprido nos anos de trabalho, isso não é verdade. Movimentar o corpo promove uma série de benefícios, como:

  • bons níveis de colesterol;
  • redução dos triglicerídeos;
  • melhora da massa muscular;
  • menor pressão arterial;
  • diminuição da gordura corporal;
  • bem-estar;
  • autoconfiança;
  • autoestima;
  • liberação de hormônios que aprimoram a qualidade de vida.

Praticar exercícios físicos, porém, não se resume a caminhar ou ir à academia. Atividades como ioga, pilates, natação e hidroginástica são apenas alguns exemplos de práticas alternativas. Então, avalie as possibilidades e escolha a sua favorita!

5. Busque o equilíbrio mental e físico

Na aposentadoria, a rotina daqueles que passaram anos a fio no escritório pode mudar por completo. Se antes o cérebro trabalhava o dia todo, hoje ele pode receber menos estímulos constantes, o que é fonte de incômodo e medo para muitos.

Nessa hora, assim como a atividade física é essencial, a que diz respeito à mente é de fundamental importância. Existem diversos exercícios voltados para a ativação da memória e para aprimorar as funções cerebrais. Alguns exemplos são:

  • sudoku;
  • xadrez;
  • damas;
  • oficinas e cursos;
  • palavras-cruzadas;
  • caça-palavras.

Combine-os e pratique-os em momentos ociosos. Perceba, por si mesmo, a melhora do raciocínio e da memória no dia a dia.

6. Tenha novas experiências

Viver o novo é uma condição que vem com méritos e deméritos. Enquanto conhecer novos lugares e pessoas tende a ser algo inesquecível e extremamente divertido, também pode ser traumático e incômodo. Contudo, independentemente do saldo final, são as novas experiências que nos ajudam a mudar a forma de ver o mundo, evoluindo e criando opiniões.

Diferentemente do que muitos pensam, não existe idade para parar de buscar conhecimento e vivência. Todos os dias são feitos para aprender algo novo e, claro, ensiná-lo àqueles que você ama. Aproveite as oportunidades que a vida traz e jogue-se rumo às novidades!

7. Busque crédito para aposentados

O salário de aposentado nem sempre é capaz de cobrir todas as atividades feitas nessa fase, como exercícios, passeios, viagens e novos programas. Mesmo primordiais, essas práticas precisam ser pagas, certo? Caso você não tenha o valor necessário em mãos, não se preocupe. É possível contar com o crédito para aposentados!

Sonho nenhum deve ser impedido se há solução para ele, e a gente sabe o valor de uma aposentadoria bem vivida por quem se dedicou a uma carreira. Nessa hora, aproveite o nosso crédito sem burocracia de liberação, com análises humanizadas e consultivas, sem a necessidade de garantias e que busca simplicidade em todos os aspectos! Assim, será possível aproveitar a aposentadoria ao máximo.

E você? Tem alguma dica para quem busca maximizar o bem-estar durante a aposentadoria? Deixe seu comentário abaixo!

Não perca nenhum post!
Assine nosso blog e receba conteúdos gratuitos diretamente em seu email.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.