agricultura 4.0

Agricultura 4.0: o que é e o que esperar dessa tendência?

Ao falar sobre agricultura ainda existem pessoas que têm uma visão retrógrada — tanto da vida no campo quanto dessa atividade. Porém, assim como em diversas outras áreas, os anos e a tecnologia trouxeram avanços de grande porte para esse importante setor. É por isso que, hoje, podemos ter acesso ao que chamamos de agricultura 4.0.

Sucessora da agricultura digital, época em que as lavouras, plantações e colheitas podiam ser monitoradas por dispositivos eletrônicos, a agricultura 4.0 facilita amplamente o dia a dia dos trabalhadores rurais. Conhecê-la mais a fundo pode contribuir para um alcance mais eficiente de suas muitas facilidades — que serão descritas a seguir.

Sendo assim, caso você deseje entender mais sobre a agricultura 4.0 e conhecer suas vantagens, continue lendo este artigo!

O que é agricultura 4.0?

Aqueles que buscam aproveitar o vasto potencial da área podem se beneficiar muito em saber o que é agricultura 4.0. Afinal, ela é uma forma de gerir negócios voltados para esse setor de forma a otimizá-lo e trazer inovação a ele. Isso acontece como um movimento natural e que tem tomado conta de todas as atividades do país.

Hoje, centenas de ferramentas podem ser encontradas a fim de auxiliar no crescimento dos produtos, monitorar o cultivo, colher, estocar e distribuir produtos. Porém, há um problema. Muitos ainda se negam a reconhecer os benefícios trazidos pela agricultura 4.0, que incluem facilidade no dia a dia, agilidade, eficiência e controle dos processos. Acredita-se que muito disso está relacionado à falta de conhecimento em relação a ela, então vamos esclarecer mais sobre esse assunto a seguir.

Como funciona a agricultura 4.0?

A agricultura da atualidade não se resume mais apenas em plantar, colher e distribuir. Ela se trata de otimização — e isso vai desde o melhor aproveitamento possível do solo até o acesso à melhor ferramenta de distribuição de produtos e serviços. Os agricultores da atualidade passaram a ter acesso à tecnologia necessária para alavancar seus processos e isso tem feito toda a diferença.

De forma resumida, a agricultura 4.0 funciona através de incentivos que levam a modernização para o campo. Ainda que já existam diversas tecnologias voltadas exclusivamente para isso, a maior dificuldade encontrada é a de levá-las até lá. Assim, amplia-se a quantidade de agricultores que já se mostram ávidos por melhorias e maiores chances de rentabilização, beneficiando ainda mais o setor.

Finalmente — e sabendo que grande porcentagem do PIB do país está relacionado à agricultura, em especial a familiar, cria-se a possibilidade de trazer cada vez mais qualidade para as mesas tanto dos trabalhadores e moradores rurais quanto da população das cidades.

O guia completo sobre a agricultura familiar e seus desafios

Quais são as vantagens da agricultura 4.0?

Até o presente momento, diversas vantagens da agricultura 4.0 já foram citadas. Para alguns, elas são até mesmo óbvias, pois é difícil encontrar um setor que não se beneficiou grandiosamente com o acesso a novas e facilitadoras tecnologias. Porém, dois grandes setores — que não são tão falados, mas que se mostram fundamentais — não podem ficar de fora da lista de vantagens da modernização na agricultura.

Desenvolvimento da agricultura familiar

A agricultura familiar traz, por si só, uma série de vantagens para a economia e o desenvolvimento social do país. Por exemplo:

  • milhares de famílias são empregadas por meio da agricultura familiar;
  • as famílias não são constituídas apenas por pais e filhos, mas também por tios, avós e primos, por exemplo;
  • isso gera uma mão de obra muito mais qualificada e dedicada no trabalho que leva alimento à milhões de mesas no país;
  • as famílias tendem a cuidar umas das outras, gerando boas práticas fraternais nos espaços;
  • com o aumento da presença dessas famílias no campo, há uma tendência de maior chegada de saneamento, luz, energia e água potável nas regiões;
  • com melhores condições de vida, melhor produtividade no trabalho.

Como é possível perceber, o ciclo de melhorias vividos pelos membros trabalhadores da agricultura familiar tende a gerar resultados cada vez melhores para todo o país. Unindo isso ao acesso à tecnologia e à modernização, tende-se a oferecer a essas famílias ainda mais chances de lidar corretamente com seus plantios, tornando irrigações automatizadas, colheitas menos pesarosas e estocagens mais eficientes.

Isso tudo, por sua vez, permite que mais dedicação e qualidade de vida seja levada para o campo, maximizando — em um novo ciclo produtivo — todos os processos fundamentais para abastecer o PIB do Brasil.

Resultados aprimorados com a agricultura do futuro

Tome como base o ciclo de produtividade da agricultura familiar, explicada acima. Adicione a ele a chance de mapear todos os processos envolvidos nas tarefas realizadas pelas famílias. Agora, traga cada vez mais tecnologia, agilidade e eficácia para esses processos. Finalmente, tenha em mente que você está vislumbrando a agricultura no futuro.

Nos próximos anos, espera-se que isso seja uma realidade para a maior parte possível do setor agricultor. Com isso, todos os processos envolvidos nele serão otimizados, como:

  • tomada de decisões;
  • produção;
  • criação de estratégias voltadas para melhorias;
  • controle de safras;
  • rendimentos;
  • insumos e muito mais.

Quais são as ferramentas que ajudam na agricultura 4.0?

As principais ferramentas capazes de auxiliar a agricultura 4.0 já estão nas mãos da grande maioria das pessoas. Elas se tratam dos dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Por meio deles já é possível garantir acesso a aplicativos de otimização de safra e demais processos. Porém, além deles, é possível contar com maquinários automatizados, sistemas de gestão, softwares e programas que podem ser instalados em computador.

Quais são as tendências da agricultura 4.0?

As tendências da agricultura 4.0 visam trazer cada vez mais facilidades para o agricultor. Assim, prevê-se a criação de tecnologias que os ajudem a:

  • garantir autonomia e se tornar empreendedor de seu negócio, gerindo-o por meio de boas práticas empresariais;
  • controlar a produção de forma a saber como, quando e onde plantar para garantir os melhores resultados possíveis;
  • obter acesso aos melhores equipamentos e maquinários disponíveis no mercado;
  • trabalhar com foco em sustentabilidade.

A agricultura do futuro é uma realidade. Porém, para que seu alcance seja o esperado, é preciso que haja incentivo governamental e o acesso dos trabalhadores rurais a boas propostas de crédito. Assim, todos os pontos descritos neste artigo tendem a se concretizar e trazer os melhores resultados possíveis para o setor.

Se você gostou de conhecer a agricultura 4.0, aproveite para entender como o empréstimo rural pode auxiliar ainda mais em sua evolução.

Não perca nenhum post!
Assine nosso blog e receba conteúdos gratuitos diretamente em seu email.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.